Meus Cachos, Minha Vida... Minha História


Olá pessoas lindas, como estão? Espero que bem aqui está tudo ótimo.
Saudades de estar aqui com vocês, mas esses dias estava muito corrido para minha pessoa, faz tempo que não falo de cabelo aqui "desculpas" hoje isso acaba, trouxe algo bem diferente nunca contei aqui a minha história e da "juba" meus lindos cachinhos, então resolvir vim aqui contar um pouco como isso virou uma história de Amor, vamos lá!

Espero muito ajudar e incentivar há muitas de vocês se assumirem natural

Bom gente, inicialmente nunca passei por transição, mas passei por algo quase pior mas depois falo aqui. Nasci com cabelo bem cacheado gente e que "loucura" rsrs meus cachinhos eram quase louros e hoje são assim, quando fui crescendo minha mãe disse que ele foi mudando a cor, mas a forma continuava a mesma com cachos, mas abertos só mas tarde ficaram fechados 3C.
Lembro quando minha irmã mais nova nasceu com o cabelo liso sentia "inveja" e não entendia porque meu cabelo era diferente se eramos irmãs, só que foi aí que minha mãe começou a me explicar porque o cabelo dela era diferente do meu, mas não era melhor nem pior porque somos todos iguais (aquela conversa de mãe sabe?) Só que era verdade.
 Quando cheguei na 7ª serie sofre muito porque eu era a única cacheada da minha sala "juro gente" me sentia excluída e toda desajeitada muitos diziam que eu deveria sentir orgulho (vamos combinar que você ver todos iguais era complicado) e eu não aceitava ainda ser cacheada.
Já na 1ª série do ensino médio foi que tudo começou a mudar, nas festas do dia da Independência, fui selecionada entre muitas colegas minha a ser baliza e representante da minha escola na "Paz", no principio pensei em recursa porque achei que eles iam exigir que eu fizesse chapinha no meu cabelo que era o que eu mais temia eu poderia não me aceitar cacheada, mas não queria fazer nada na minha “juba” gostava do meu Tonho nhô.
 Mas gente o que eles me exigiram era que eu fosse com cachos com “alto volume” eu sorrir porque julguei muito os responsável pela organização na minha escola. No tão esperado dia eu fui a última baliza a chegar, adivinham porquê? Vergonha de sofrer algum preconceito porque nessa época cabelo liso era a sensação do momento, só que eu mete a “cara no sol kkkk” e enfrentei toda a minha cidade, gente meu cabelo estava super alto, e por incrível que parecesse eu estava me sentindo “poderosa”. 


 Depois do evento quando troquei de roupa e fui para uma festa com meu namorado com o cabelo do mesmo jeito do evento, gente eu andava e o pessoal dizendo “você e muito linda” “teu cabelo e show”. Foi depois disso que me aceitei e comecei a usar produtos que eram adequados para cachos, foi complicado, mas foi muito gratificante não ter mais vergonha de sair com meus cachos em “alto”.
 Depois de enfrentar meu próprio preconceito teve lutar contra a vida... sim, como vocês já sabem adoeci e a 1 ano faço tratamento contra fibromialgia só que antes mesmo de descobrir minha doença tomei muitos medicamentos que fizeram com que meu cabelo enfraquecesse e que os cachos fossem perdendo o formato e começou a cair, foi pior momento para mim toda vez que penteava sempre acabava chorando com a quantidade de fios que vinham no mesmo no pente.
Foi quando eu mas amei meus cachos e comecei a assistir vário vídeos no youtube com dicas para manter os cachos lindos e bem hidratados, foi quando também comecei a tomar remédios para fortalecer meu “couro cabeludo”.
Acho que só aprende a me amar, mas depois de tudo que destino me fez passar, mais além disso tudo aprende uma grande lição: Preconceito só e maior quando vem de você mesmo.
Então minha gente linda que está lendo isso agora, se prende de alguma maneira por medo do que os outros vão dizer, sério, esqueça, você nunca vai agradar todo mundo, não tenha medo de ser quem você é, não tenha vergonha, assume o que você tem de mais bonito: a vida e apenas umas para perder tempo com padrões de beleza, se ame, se aceite, se valorize vai ver que você e LINDO (A).



Enfrente o mundo as pessoas mas jamais perca sua essência, seu carácter e o que tem de verdade em você... Admitir algo em você não é vergonhoso #Lembre-se
Você e quem escreve seu futuro, então escreva seu estilo.
Espero muito ter incentivado ou ter motivados alguém ai, a se amar.

  Querem saber tudo sobre Mundo da Káh
Sigam 
Beijos ♥
Fiquem com Deus

7 comentários:

  1. Quem bem pensa não faz química no cabelo, eu fui cair na besteira de fazer progressiva e hoje é o que eu mais me arrependo. Não teve nada de tão grave com o meu cabelo, mas era bem melhor antes. Amei seu cabelo, cachos lindos!

    Beijos, Irana
    www.blogiranamaciel.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Irana química no cabelo nem sempre resolve tudo, ter os fios naturais e ótimo e ainda nos deixa linda.
      Obrigado linda Cachos in love

      Beijos

      Excluir
  2. Que história bacana. Legal você mesma passar por cima doa preconceitos que existia.. Seu cabelo é lindo.. Tinha um tempo que morria de vontade de cachear o meu. E tbm fui baliza da escola, e no dia fiz muitos cachinhos no meu. Big beijos
    MakeeandoGrupo no facebook - ParticipeFan PageInstagramYouTube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E coloca bacana está resumo do resumo Ana, acho quebre os próprios preconceitos e tudo.
      Adorei ser baliza fui durante 3 anos seguidos.

      Beijos

      Excluir
  3. Meu cabelo também mudou de cor enquanto eu ia crescendo, e também me sentia excluída porque meu cabelo armava bastante. Mas assim como você, aprendi que amar o próprio cabelo é tudo de bom! Também comecei a cuidar e agora adoro!
    Bjoos.

    www.imperfeitaas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir